Category: Técnicas

As bombas d’água solares funcionam com bateria?

Depende da bomba. A grande maioria das bombas solares não é feita para trabalhar com baterias e essa é a sua grande vantagem. Como elas bombeiam somente enquanto houver sol, o ideal é que a água seja bombeada e armazenada durante o dia para ser utilizada durante o dia e a noite. Assim como para as baterias, o reservatório deve ser grande o suficiente para garantir a água durante os dias nublados.

Posso adaptar uma bomba d’água elétrica com energia solar fotovoltaica?

Sim, porém muitas vezes é inviável devido à potência de partida ou surto dos motores elétricos que pode chegar a oito vezes a potência nominal, exigindo um inversor muito grande e caro, inviabilizando o sistema seja pelo custo ou até mesmo tecnicamente. Por esse motivo, surgiram as bombas solares, que dispensam o uso de inversores e devem ser utilizadas sempre que possível, substituindo as bombas convencionais.

Posso utilizar bateria automotiva em sistema fotovoltaico?

As baterias automotivas foram projetadas para suprir uma alta quantidade de energia necessária durante a partida do veículo, sendo que esta energia gasta é rapidamente reposta pelo alternador (baixa profundidade de descarga). No entanto, não podem sofrer descargas intensas e contínuas. Os sistemas fotovoltaicos demandam repetidamente cargas e descargas profundas das baterias. Caso se utilize baterias automotivas sob estas condições de operação, elas serão rapidamente inutilizadas.

A escolha da bateria ou do banco de baterias requer cálculos que dependem de cada projeto especifico, sendo comum o uso de baterias estacionárias.

Estas são baterias do tipo chumbo-ácido, fabricadas com placas mais espessas podendo ser regularmente carregadas e descarregadas entre 20% e 50% e até 80% de sua capacidade, dependendo de seu fabricante e de suas características. Existe uma relação direta entre a profundidade de descarga e o número de vezes que a bateria pode ser carregada e descarregada (ciclo de carga) durante sua vida útil, ou seja, quanto menor for a descarga maior será sua vida útil.

Preciso de baterias em um sistema conectado à rede elétrica?

Não. Os sistemas conectados à rede elétrica jogam a energia excedente na rede e o relógio registra esse excedente como crédito que será compensado pelo consumo durante a noite, dias nublados ou até mesmo nos meses subsequentes. Para isso, a concessionária trocará o relógio por um relógio bidirecional. É como se a rede pública fosse sua “bateria”, recebendo a energia para o uso em outro momento.

O sistema fotovoltaico pode ajudar em quedas de energia? (Backup)

É comum as pessoas pensarem que a energia solar fotovoltaica servirá de backup (reserva) caso quedas de energia aconteçam. Este é um pensamento equivocado. Os inversores Grid-Tie (conectado à rede) funcionam de forma sincronizada com a rede elétrica e dependem dela para funcionar. Esta é inclusive uma medida de segurança para não ferir técnicos de manutenção que desligam a rede para efetuar um reparo.

Qual a diferença entre um sistema conectado à rede (Grid-Tie) e um sistema isolado (Off-Grid)?

O sistema solar fotovoltaico chamado Off-Grid é aquele que não está conectado à rede elétrica convencional. Pode abastecer locais remotos, como propriedades rurais e embarcações, e equipamentos isolados, como radares de auto estradas. Atualmente, é o mais utilizado no Brasil.

Já o Grid-Tie é o sistema solar fotovoltaico conectado à rede elétrica, ele pode abastecer edificações completas ou apenas algumas de suas instalações. Por exemplo, câmeras domésticas de segurança. Em muitos países onde o sistema Grid-Tie é amplamente utilizado, como Alemanha e Espanha, é possível que o proprietário venda o excedente da eletricidade produzida por seu sistema fotovoltaico para a concessionária de energia, o que gera ainda mais economia.

Qual a quantidade de painéis necessária para abastecer minha residência?

Infelizmente não há uma resposta padrão, pois depende de uma série de variáveis e até mesmo do tamanho dos painéis escolhidos. Além disso, não é necessário produzir toda a energia consumida. Ex: uma residência com consumo de 500 kWh/mês utilizará cerca de 15 a 20 painéis de 235 Wp em uma cidade média brasileira para abastecer 100% de sua necessidade.

Quais equipamentos são necessários em um sistema solar fotovoltaico?

Painéis fotovoltaicos: Captam a energia solar e transformam em energia elétrica CC;

Inversores: Transformam a corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA) e ajustam a tensão de acordo com a necessidade. Inversores de sistemas conectados à rede elétrica também possuem a função de sincronizar o sistema com a rede;

Baterias: Usadas em sistemas isolados para armazenar energia;

Controladores de carga: Usados em sistemas isolados para controlar o carregamento das baterias;

Outros equipamentos: Além dos equipamentos principais, são necessários ainda cabos, estruturas de fixação para os painéis, proteções elétricas, e outros acessórios.

Quais dados são necessários para dimensionar um sistema fotovoltaico?

Sistemas isolados (Off-Grid):
Lista de equipamentos com Potencia (W), Horas de uso por dia (h) e Tensão de funcionamento dos equipamentos (12V, 24V, 110V, 220V, etc.);
Local da instalação (Cidade – UF).
Autonomia requerida em dias (quantos dias sem sol o sistema deve suportar);

Sistemas conectados à rede (Grid-Tie)
Consumo mensal em KWh;
Tensão (110V, 220V, etc.) e tipo de sistema (monofásico, bifásico ou trifásico);
Local da instalação (Cidade – UF).

E quando o céu está nublado?

A eficiência do sistema solar fotovoltaico depende, sim, da quantidade de luz recebida. Porém, mesmo em dias nublados há radiação mais do que suficiente para a geração de energia. Além disso, em localidades com condições climáticas piores, o sistema pode ser potencializado aumentando-se a superfície de contato (com painéis fotovoltaicos maiores). No Brasil, todas as regiões apresentam ótimas condições climáticas.

Como a energia produzida durante o dia fica armazenada em baterias, o abastecimento de energia é garantido também durante a noite.

Qual a diferença entre W, Wh, Wp e kWh?

W (Watt) é uma unidade de medida para potência (equivalente a 1 Joule por 1 segundo). Potência é a quantidade de energia cedida em um determinado tempo.

Wh (Watt-hora) é uma unidade de medida de energia gerada. Ex: Uma potencia de 10W exercida por 3 horas equivale a 10 x 3 = 30 Wh.

Wp (Watt-pico) é a unidade de medida utilizada para painéis fotovoltaicos e significa a potência em W fornecida por um painel em condições especificas e reproduzidas em laboratório (STC). É a potência máxima que um painel pode fornecer em condições ideais.

kWh (kilo-Watt-hora) são 1000 Wh sendo que k se refere a 1000 (em notação científica 103) para qualquer unidade de medida, como por exemplo, kWp e kW que são 1000Wp e 1000W respectivamente. kWh é a unidade de medida de nossa conta de luz.

Quanto de energia produz um painel solar fotovoltaico?

Isso depende de vários fatores, tais como: a potência do painel; o local da instalação; a orientação e a inclinação do painel; a temperatura; o sombreamento; dentre outros. Um painel de 100 Wp no Brasil pode produzir em média um máximo entre 400 e 650 Wh por dia (ou entre 12 e 20 kWh por mês). Um painel de 200 Wp produzirá o dobro. Deve-se ainda considerar as perdas de energia, na ordem de 35% para sistemas com baterias e 20% em sistemas conectados à rede.