Bahia produziu mais de 30% da energia eólica e solar do país em 2019

Balanço da SDE aponta para respectivos crescimentos de 50% e 70% pelas fontes e instalação de mais 97 parques até 2025, com investimentos estimados em R$ 11,3 bilhões.

A Bahia foi responsável em 2019 por mais de 30% da produção de energia renovável no país. De acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira, 24 de janeiro,  31,8% vieram pela fonte eólica e 33,7% pela solar. A energia a partir dos ventos cresceu mais de 50% no estado, enquanto a fotovoltaica subiu mais de 70% em relação a 2018. Os parques já em operação angariaram cerca de R$ 20 bilhões em investimentos e foram responsáveis pela criação de mais de 32,2 mil empregos. Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis de dezembro da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Na sua avaliação, do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, João Leão, que consta do comunicado, além de contribuir para a diversificação da matriz energética, o setor alavancou o desenvolvimento econômico e social no interior, especialmente no semiárido, onde a maioria dos parques estão implantados.

Eólica

De janeiro a novembro de 2019, foram gerados 15.152 GW hora/ano. A Bahia tem 165 parques eólicos em operação, com capacidade instalada de 4GW e mais de 1.340 aerogeradores. Os parques implantados já beneficiaram 20 municípios: Bonito, Brotas de Macaúbas, Brumado, Caetité, Cafarnaum, Campo Formoso, Casa Nova, Dom Basílio, Gentio do Ouro, Guanambi, Igaporã, Morro do Chapéu, Mulungu do Morro, Ourolândia, Pindaí, Sento Sé, Sobradinho, Umburanas, Várzea Nova e Xique-Xique. Nesses locais foram investidos R$ 16,3 bilhões e gerados mais de 22 mil empregos diretos na fase de construção.

E ainda há 43 parques em construção e 40 empreendimentos com obras a iniciar. A previsão de investimento é de R$ 8,5 bilhões e estima que serão criados 33,9 mil empregos diretos e indiretos. Até 2025, a previsão é que a Bahia alcance 6,3 GW de potência instalada.

Solar

Em relação aos 29 parques fotovoltaicos em operação, com 777 MW de potência e mais de 3 milhões de módulos instalados, foram aplicados R$ 3,8 bilhões nos municípios de Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Casa Nova, Guanambi, Itaguaçu da Bahia, Juazeiro e Tabocas do Brejo Velho. O estado ainda tem 14 parques a serem implementados, com previsão de acréscimo de 657 MW até 2024, num investimento estimado em R$ 2,8 bilhões.

Quanto à GD, o crescimento foi de 100% em relação ao ano anterior, 2.862 unidades geradoras foram inseridas no sistema, acrescentando 29,92 MW de potência.

Fonte: Canal Energia