Com conta de luz alta, procura por painéis solares aumenta 20% em Jundiaí

Foto: Rui Carlos/Jornal de Jundiaí

A procura pela instalação de painéis solares de energia fotovoltaica em residências e empresas aumentou 20% no último semestre, comparado ao mesmo período de 2017, em Jundiaí. Segundo o proprietário de uma loja especializada neste segmento, Josué Inácio Martins, o principal benefício deste equipamento é a economia gerada na conta de energia.

Hoje, em média, o custo para equipar uma casa com este recurso gira em torno de R$ 30 mil. “O valor é um investimento, que gradativamente o proprietário terá o retorno, através da redução de gastos na fatura mensal de energia. Além disso, o material tem durabilidade de 25 anos”, explica Martins.

O empresário Aguinaldo Galdino, de 49 anos, instalou um painel solar em sua casa e outro em sua empresa em Jundiaí. “Há um ano utilizo esse equipamento em minha residência e estou muito satisfeito com a economia gerada. Afinal, o gasto mensal da fatura de energia era cerca de R$ 1 mil e, agora estou pagando por volta de R$ 170,00. Uma economia de 83%”, diz. Quando adquiriu o equipamento, Galdino explicou que a projeção para o retorno do investimento acontecerá num prazo de aproximadamente 4 anos.

CPFL

De acordo com levantamento da CPFL Piratininga, cada vez mais os consumidores de Jundiaí estão optando por gerar a própria energia por meio da instalação de placas solares. No acumulado, de janeiro a junho de 2017, foram instaladas 20 placas e, em 2018, no mesmo período, 61, ou seja, crescimento de 205%.

BRASIL

A energia elétrica foi o item que mais impactou o índice da inflação de julho, fechando o período com 0,33%. E também foi o que mais influenciou no Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) acumulado de 2018. Além disso, sem chuva suficiente nos reservatórios das hidrelétricas, as contas chegarão com a bandeira vermelha, sinal de cobrança de R$ 0,05 a mais por quilowatt-hora consumido.

Fonte: JJ