Energia solar tem aumento de 560% em pouco mais de dois anos no Brasil

Setor aposta na geração fotovoltaica para a redução de custos e empresa Solarprime de Niterói já instalou mais de 50 sistemas pela região do Rio de Janeiro.

Reprodução: Solarprime (JayPRO)

De acordo com o último levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Brasil ultrapassou a marca histórica de 1 gigawatt de potência instalada em geração de energia distribuída.  Em apenas dois anos, o número de instalações de painéis solares teve um aumento de mais de 560%. O número que era de pouco mais de sete mil (7.400) saltou para 49 mil unidades em todo o Brasil.

O alto custo da energia elétrica no País, preços cada vez mais competitivos dos equipamentos solares e a preocupação com o meio ambiente por parte dos consumidores explicam o aumento desse tipo de energia limpa e renovável.

Com o modelo de geração distribuída, empresas e residências podem produzir sua própria energia por meio de painéis fotovoltaicos com um investimento atrativo. “O processo de instalação é simples e vantajoso. Temos casos de economia de até 95% na conta de energia elétrica. Por isso, a taxa do retorno é muito atrativa para nossos clientes e, além disso, o tempo de vida útil dos painéis solares é de mais de 25 anos”, afirma Elen Lima do Patrocínio Gabry, franqueada da Solarprime – Unidade Niterói.

Como funciona

A energia solar é gerada nos painéis fotovoltaicos, que convertem a irradiação da luz do sol em energia elétrica. Em seguida, a energia passa pelo inversor, que a deixa pronta para o consumo.

Durante o dia, os painéis solares geram a energia, que pode ser usada para qualquer aparelho elétrico. Se o sistema fotovoltaico produzir mais energia do que o local utilizou, o excedente será enviado para a rede elétrica, gerando créditos em quilowatts.

Em contrapartida, nos momentos que o sistema está gerando menos energia, como em dias com muita nebulosidade, a demanda de energia consumida será maior do que a gerada pelo sistema fotovoltaico, neste caso, é utilizada a energia fornecida pela rede elétrica da região.

Nesses momentos, os créditos gerados serão usados para abater o gasto. No final do mês, a conta de luz será o resultado da diferença entre a energia que o sistema produziu e a energia consumida. Se a casa ou empresa acumulou créditos que não foram utilizados, eles ficam disponíveis para serem usados por até 5 anos!

Desse modo, a produção de energia e o consumo entram em equilíbrio e o sistema fotovoltaico poderá suprir toda a demanda de energia do local.

Solarprime – Unidade Niterói

A Solarprime é a maior rede de franquias em soluções de energia solar fotovoltaicas do Brasil. São mais de 230 unidades em 25 estados, além do Distrito Federal. A empresa oferece aos clientes à possibilidade de economizar na conta de luz gerando a própria energia, ao mesmo tempo em que contribuem para a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente.

Como as instalações de sistemas fotovoltaicos são derivadas da matéria-prima da luz do sol, esse modelo gera uma fonte de energia limpa, inesgotável e silenciosa, pois não há exploração de recursos naturais.

Até mesmo a fabricação dos painéis solares, feitos a partir do silício, é menos prejudicial ao meio ambiente. Isso porque o material é o segundo elemento mais abundante no planeta Terra. Dessa forma, o uso da energia fotovoltaica diminui a dependência de combustíveis fósseis e reduz o rastro de carbono.

Por isso, os projetos de sistemas de energia solar Solarprime são desenvolvidos de acordo com as necessidades de consumo de cada cliente.

O Marcelo de Abreu é proprietário de uma academia, investiu na instalação das placas solares com a Solarprime e já está pagando o investimento com a economia da conta de energia elétrica. “Utilizar energia solar está sendo incrível para nós, pois vamos ter o retorno do investimento em um curto espaço de tempo, já que nossa conta que vinha em torno de 6 e 7 mil reais passou a vir zerada nos últimos 3 meses, além de termos feito um financiamento bancário que coincide com o valor que estaríamos pagando para um fornecedor de energia. O preço do sistema da Solarprime também foi muito convidativo em relação às outras ofertas que recebemos”.

Além da economia na conta de energia elétrica, os imóveis que têm um sistema de energia solar instalado aumentam seu valor de mercado em até 20%. Isso é o que aponta um estudo do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos Estados Unidos.

Em pouco mais de um ano, a Solarprime – Unidade de Niterói já instalou mais de 50 sistemas e gerou mais de 48.000 kwh/mês na região. No site da empresa: https://solarprime.com.br/niteroi e no instagram: @solarprime_niteroi é possível conhecer mais sobre os trabalhos, acompanhar os projetos da marca e fazer simulações de orçamentos para qualquer tipo de local.

Fonte: Exame