Entenda como funciona e para que servem as placas de energia solar

O uso da energia solar, fonte inesgotável e renovável, está em franco crescimento em território nacional. Conforme dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a micro e minigeração de energia a partir de sistemas fotovoltaicos cresceu 36,6% até a metade de 2018, em comparação ao ano de 2017.

A microgeração e minigeração se caracteriza pela instalação de sistemas de captação próximo ou dentro dos locais de consumo. Isso ocorre quando comércios, pequenas indústrias e residências, entre outros pontos, instalam um aquecedor solar ou um sistema de fornecimento de energia.

Aquecimento solar proporciona conforto e economia

O aquecimento solar acontece por meio da placa de energia solar, a peça essencial para a captação do calor do sol. São essas placas que transformam o calor em energia, permitindo então o aquecimento da água.

As três partes principais de um sistema de aquecimento solar são a captação, feita por meio das placas coletoras; o armazenamento, em que a água já aquecida pelas placas permanece em um reservatório térmico chamado de boiler; e finalmente o consumo, em que a água aquecida por meio da energia solar é distribuída aos pontos de fornecimento (como torneiras, chuveiros e piscinas).

A placa solar é o componente principal deste conjunto. Ela é quem capta o calor que vem da energia solar, aquecendo a água. Existem também placas e painéis solares responsáveis por gerar energia , substituindo a eletricidade. Estes últimos recebem o nome de painéis fotovoltaicos.

Os painéis fotovoltaicos transformam a radiação solar em eletricidade. Isso ocorre pois as placas geram corrente elétrica. O investimento nestas placas é um pouco alto, mas o retorno é bastante compensatório.

Já as placas de energia solar para aquecimento da água, o coletor (ou painel) realiza o aquecimento, e a água é redirecionada para um boiler, reservatório térmico que armazena a água em temperaturas altas. Dali, a distribuição é feita para torneiras – proporcionando água quente no banheiro ou na cozinha, por exemplo, para chuveiros e para banheiras. O conforto térmico é alto, e o valor da conta de luz cai consideravelmente, gerando economia e proporcionando aquecimento sustentável da água. O bolso agradece e o meio ambiente também!

Fonte: Mais Minas