Fita solar adesiva e reutilizável para ter energia em qualquer lado

A energia solar já trilhou um caminho longo, de décadas, saindo das grandes centrais solares no deserto até ao cimo dos telhados nas nossas casas. Com os avanços nos nanomateriais e microtecnologia, estão a aparecer produtos bem conseguidos em termos de design e com usabilidade sem precedentes.

Para termos uma ideia da evolução destas células fotovoltaicas, deixamos hoje o conceito de fita solar que claramente excede os limites da energia solar portátil com faixas de células reutilizáveis.

Já abordamos por várias vezes, conceitos inovadores de recolha de energia solar. Uma tecnologia que converte energia solar em energia luminosa, um camião que traz uma manta de placas fotovoltaicas ou mesmo uma tomada de “janela” que transforma de imediato energia solar em energia elétrica.

Energia solar feita à medida

Atualmente já podemos construir as nossas centrais de energia solar. Em casa, quando vamos acampar, ou em qualquer atividade, já temos objetos fabricados para transformar em energia elétrica a energia solar que recolhemos.

Esta fita adesiva vem estender a tudo um conceito de ecologia, autonomia e independência energética. Isto porque esta “invenção” é perfeita para os campistas, por exemplo, poderem carregar dispositivos ao caminhar. O adesivo é reutilizável e permite colar a fita de células num tapete, vidro, madeira e em quase todas as superfícies sem que tenham de ser totalmente planas. Agora imagine as possibilidades.

Protótipo viável já hoje

Embora esta fita solar, do designer Lei Yang, seja apenas um protótipo, a ideia é baseada na tecnologia atualmente disponível. A infinityPV produz fita solar, células solares orgânicas flexíveis e impressas que vêm em rolos com adesivo para cortar e colar em postes, persianas, caixilhos de janelas, vidros, asas de drones ou qualquer outro sítio onde seja necessário ter eletricidade.

A fita apresentada traz um conceito de mobilidade mas, acima de tudo, traz facilidade de utilização e adaptação. E, de facto, uma dessas fitas pode ser fabricada hoje em modo “caseiro”. Segundo o que é mostrado, o utilizador apenas necessita de ter algum conhecimento de soldagem ou de um conversor, como a placa inversor OPV3W60V DCDCinfinityPV.

A fita apresentada traz um conceito de mobilidade mas, acima de tudo, traz facilidade de utilização e adaptação. E, de facto, uma dessas fitas pode ser fabricada hoje em modo “caseiro”. Segundo o que é mostrado, o utilizador apenas necessita de ter algum conhecimento de soldagem ou de um conversor, como a placa inversor OPV3W60V DCDC infinityPV.

Fonte: ppl ware