Fontes renováveis superam carvão em capacidade de energia

De acordo com a Agência Internacional de Energia, pela primeira vez a energia renovável superou o carvão em capacidade de energia.

usina_solar-cells
Em 2015, foram instalados diariamente cerca de 500 mil painéis solares.

Cerca de 500 mil painéis solares foram instalados diariamente em 2015 e essa marca estabeleceu um novo recorde para geração de energia: pela primeira vez, as fontes renováveis ultrapassaram o carvão como fontes com maior capacidade de energia instalada no mundo. Além disso, autoridades da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) afirmam que em países como a China, cerca de dois aerogeradores (como são chamados os sistemas de geração de energia eólica) foram ativados por hora, o que expõe um grande crescimento dessas fontes.

“Estamos testemunhando uma transformação dos mercados de energia global liderados pelas renováveis”, afirmou Fatih Birol, diretor executivo da IEA. Com isso, a agência já enxerga que o rápido crescimento das fontes de energia renovável tende a continuar.

De acordo com Birol, parte desse crescimento foi causado pela queda nos custos da energia solar e eólica, o que para ele seria impensável há cinco anos. Um relatório publicado pela IEA esta semana, mostrou que o custo médio global para implementar parques eólicos caiu cerca de 30% entre 2010 e 2015, enquanto a instalação de grandes painéis de energia solar tiveram uma redução de dois terços em seu custo. A agência acredita que os custos para a energia renovável tendem a reduzir ainda mais nos próximos cinco anos, caindo em média 15% para energia eólica e 25% para a solar.

A IEA afirma que 2015 foram instalados projetos capazes de gerar 153 gigawatts de energia elétrica limpa, sendo a maioria deles em energia eólica e solar, o que corresponde a uma quantidade maior que a atual capacidade de geração de energia total do Canadá. Esse número também é maior que a quantidade de energia convencional à base de combustíveis fósseis ou fontes nucleares vinda de projetos implantados em 2015.

Apesar de superar o carvão em relação à capacidade de gerar energia, o carvão ainda supera a geração de eletricidade. Usinas de carvão abasteceram cerca de 39% de toda a demanda de energia no mundo em 2015, enquanto as renováveis, incluindo as hidrelétricas, geraram 23% dessa energia, de acordo com a IEA.

No entanto, a agência acredita que as renováveis serão responsáveis por 28% da energia mundial em 2021, ano em que eles preveem que essas fontes gerarão o equivalente a toda energia atual gasta nos Estados Unidos e na União Europeia juntas.

Para o chefe da divisão de energia renovável da IEA Paolo Frankl, os grandes responsáveis por esse crescimento são as políticas de incentivo a essas fontes, por conta das mudanças climáticas discutidas recentemente no acordo de Paris. Para ele, há uma vontade notável desses países de ratificar o acordo e isso impulsionará ainda mais a energia renovável.

Entretanto, Frankl alerta que muito desse crescimento depende de políticas governamentais, que estão mudando em alguns desses países. “Ainda há muito o que fazer. São muitas políticas que ainda estão incertas”.

Fonte: Opinião e Notícia