“Gerar a própria energia é um caminho sem volta”, diz presidente do Instituto Ideal

Mauro Passos diz que número de conexões individuais à rede vai crescer mais de 300% em relação a 2015.

Mauro_Passos_Instituto_Ideal
Mauro Passos, presidente do Instituto Ideal

Qual a discussão sobre energia que deveria ser prioridade número 1 no país e em SC?

Com certeza a incorporação em larga escala de energias mais limpas e renováveis como, por exemplo, a energia solar e eólica.

A geração de energia pelo próprio consumidor registrou 5.040 conexões no Brasil até agosto de 2016. Há um programa específico do Ministério das Minas e Energia para incentivar essas conexões. Esse é um dos caminhos para estimular uma energia limpa e renovável?

A geração distribuída, que é você gerar a sua própria energia – é um caminho sem volta. Só esse ano, segundo a Aneel, o número de novas conexões à rede vai crescer mais de 300% em relação a 2015. E tudo isso é muito recente: essa verdadeira “revolução energética” que estamos vivenciando só foi possível graças à Resolução 482 da Aneel de 2012.

O Brasil está longe de risco de apagões?

Acredito que sim. Primeiro porque nossos reservatórios estão com mais água que no passado. Segundo porque já temos uma considerável participação da energia eólica na nossa matriz energética. E um terceiro fator é o próprio desaquecimento da economia, que fez cair o consumo de energia em todas as regiões do país, minimizando o risco de um apagão.

Qual sua opinião sobre o horário de verão, que começa no dia 16?

Eu sempre fui a favor do horário de verão. Entendo que seus efeitos nas regiões norte e nordeste trazem desconforto as pessoas. Tanto assim que agora o horário de verão não está sendo adotado em todo território nacional. Sob o ponto de vista energético reduz um pouco o consumo, numa época do ano onde se consome mais energia e o risco de um desabastecimento é maior em função do uso quase que contínuo do ar-condicionado.

Qual o foco atual do Instituto Ideal e os principais projetos em discussão? Alguma parceria em destaque na Grande Florianópolis?

O Instituto IDEAL está prestes a completar 10 anos. Foi criado em fevereiro de 2007. Nosso foco sempre foi promover as energias alternativas, levando a experiência adquirida no Brasil para a América Latina. Dentro dessa lógica, embora nossa sede seja aqui na Trindade, o olhar está lá fora. O nosso principal projeto se chama América do Sol. Está sendo construído com o apoio da GIZ, OLADE e BID. No entanto, para chegar onde chegamos encontramos bons parceiros: A Engie (antiga Tractebel), Eletrosul, Celesc, BRDE, WEG, UFSC, FIESC, HYDRO, WWF, KfW, GIZ, Quantum, AHK e tantos outros que nos ajudaram nessa caminhada.

Fonte: Notícias do Dia