Novo recorde de eficiência de painéis solares PERC batido pela Longi Solar

De abril de 2017 a fevereiro de 2018, a fabricante chinesa fotovoltaica, Longi SolarTechnology melhorou a eficiência da célula de PERC.

Este mês anunciou que foram realizados testes para comprovar a eficiência da conversão fotovoltaica do módulo PERC monocristalino de 60 células através do instituto independente, TUV-SUB. A Longi Solar alcançou uma conversão de 20,83%, estabelecendo um recorde mundial. Deste modo, ultrapassou o antigo recorde de 20,41%, o qual foi atingido em Janeiro.

“Recentemente, a Longi Solar tem explorado o valor dos produtos PERC e continua a ampliar os limites desta tecnologia para melhorar ainda mais o desempenho do custo. Este novo avanço da eficiência da conversão de módulos prova ainda mais a amplitude do desenvolvimento da PERC…

…Acreditamos firmemente que a tecnologia PERC proporcionará uma possibilidade técnica maior nos próximos três anos para melhorar efetivamente a eficiência da geração de energia e a confiabilidade do sistema fotovoltaico, reduzir os custos nivelados de energia (LCOE) e oferecer benefícios maiores para os clientes”, disse o vice-presidente, Dr. Lv Jun.

EM MENOS DE UM ANO, A LONGI SUPEROU O SEU PRÓPRIO RECORDE POR CINCO VEZES.

Atualmente, a fabricante chinesa está a atualizar as suas linhas de produção de células para a tecnologia PERC, com o intuito de satisfazer o mercado mundial para a próxima geração de produtos PERC de alta eficiência. Os investigadores da Longi Solar ambicionam que o PERC se torne na tecnologia dominante nos próximos anos e alcance 158 GW até 2022.

Para a PV Tech, Tang Xuhui afirmou que o custo da tecnologia solar não é mais uma barreira para atingir o sucesso na China, mas os custos relacionados com a terra, a rede e a tributação governamental são os atuais obstáculos para esta área de pesquisa.

Nos últimos três anos consecutivos (de 2016 a 2018), três gerações de produtos que utilizam a tecnologia PERC foram lançados no mercado e lideram a tendência de melhorias da eficiência do PERC.

Fonte: Portal Energia