Painéis solares passam a ser obrigatórios em novas casas na Califórnia

Uma nova lei do Estado da Califórnia, nos EUA, passou a obrigar que todos imóveis que sejam construídos a partir de 2020 tenham painéis de energia solar. A ideia é combater a mudança climática global, limitando a quantidade de gases poluentes que as geotérmicas liberam na atmosfera.

A Califórnia é o primeiro Estado americano a implantar essa lei. A medida pode encarecer o preço dos imóveis por lá em até US$ 10 mil – o equivalente a cerca de R$ 35,9 mil. Mesmo assim, de acordo com uma nota emitida pelo porta-voz da Comissão de Energia do estado, a economia de energia será muito maior.

“Para proprietários de residências, baseados nos valores de hipotecas por 30 anos, estimamos que as placas vão aumentar as mensalidades em cerca de US$ 40 (cerca de R$ 143) por mês, mas ao mesmo tempo os consumidores vão economizar US$ 80 (cerca de R$ 287) em luz, aquecimento e ar condicionado”, disse Amber Beck.

A nova lei vai permitir uma redução de 700 mil toneladas de CO2 em três anos, de acordo com a comissão. Isso equivaleria a 115 mil carros na rua. Além disso, a conta de energia também deve ficar mais barata: uma economia de mais ou menos US$ 19 mil (R$ 68,3 mil) ao longo de 30 anos.

Fonte: Metro Jornal