Paraná incentiva a energia solar. Mas como ela funciona? Veja três pontos

Atualmente, mais de 42 mil famílias utilizam o sistema que deve chegar a 886 mil em 2024.

(Foto: Franklin de Freitas/Arquivo Bem Paraná)

Nesta semana a Copel lançou o Mapa Solar do Paraná, com as potencialidades que cada região tem para a geração por meio de painéis fotovoltáicos. Mas, como funciona? Energia solar fotovoltaica é a conversão direta da luz do sol em energia elétrica, realizada por meio das placas solares e demais equipamentos que compõem os sistemas solares fotovoltaicos.

Hoje, mais de 42 mil brasileiros já fazem parte desse modelo, sendo 99% deles por meio dos sistemas fotovoltaicos, em virtude das vantagens e desvantagens da energia solar em comparação as demais fontes. Até 2024, o número total de geradores deverá passar dos 886 mil, segundo as projeções oficiais da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Confira como funciona a energia solar 

Geração Solar

O funcionamento de um sistema começa com o conjunto de placas de energia solar, chamado de painel fotovoltaico, que capta a luz do sol e a converte em energia elétrica através do chamado efeito fotovoltaico. Como cada casa ou empresa consome uma quantidade específica de energia, o projeto de energia solar é feito de forma exclusiva para cada um

Conversão Elétrica

Toda a carga gerada é enviada ao inversor de frequência, que converte essa energia (corrente alternada e contínua) e a distribui pelo quadro de força para ser consumida normalmente nas tomadas. O sistema funciona com a luz solar, portanto sua geração oscila conforme a posição do sol no céu, apresentando maior geração ao meio dia (sol pico) e cessando a produção durante à noite

Créditos Energéticos

Com o sistema de troca de energia existente, o poste da distribuidora funciona tipo a uma bateria, que recebe energia do gerador e fornece nova energia quando necessário. Toda energia que o sistema fotovoltaico da pessoa injetou na rede vira créditos energéticos que ela usa para abater do que consumiu da distribuidora, e o que sobra ainda vale por 5 anos. Como os sistemas são projetados para gerar toda a energia que uma pessoa, casal ou família consomem, no final esse balanço é sempre positivo e a conta de luz é reduzida em até 95%

Fonte: Bem Paraná