Piauí contará com 108 empreendimentos em novo leilão de energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta sexta-feira, 11 de novembro, o edital do segundo leilão de energia de reserva de 2016, previsto para ser realizado no próximo dia 16 de dezembro. Pelo Piauí são 106 empreendimentos no certame, sendo que 53 deles voltados ao setor eólico, com potência estimada de 1.702 MW; além de 55 referentes a energia solar, com potência total de 2.057 MW. Em todo o país são 1260 projetos selecionados para o leilão, registrados pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O preço-teto da energia solar estipulado pela Aneel será de R$ 320,00 por megawatt-hora (MWh), e o preço máximo a ser contratado por usinas eólicas será de R$ 247,00 por Mwh.

Segundo o órgão, os contratos serão realizados na modalidade de quantidade, se estendendo pelo prazo de 20 anos, desse modo, o início de suprimento está previsto para 1º de julho de 2019. Além do Piauí, o leilão concentrará empreendimentos dos Estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A disponibilidade do Piauí em integrar o leilão realça o potencial das energias renováveis no Estado. Neste âmbito, foi apresentado neste mês o projeto de uma fábrica de torres no Estado, ancorado pela empresa Acciona; na ocasião, a diretora para a Atração de Investimentos, Lucile Moura, enalteceu o papel da gestão no desenvolvimento do setor. “A perspectiva da Acciona é de abrir uma fábrica que seja o dobro das demais, que sai de uma produção de duas torres a cada 15 dias e irá passar para quatro torres no mesmo período. Com a instalação, serão empregados, de imediato, 500 pessoas e posteriormente mais mil”, apontou.

Fonte: Meio Norte