Reino Unido pretende quebrar recorde com aviões movidos a energia solar

A Airbus do Reino Unido anunciou durante o Farnborough Air Show 2018 o início da produção do Zephyr, a aeronave não-tripulada movida a luz solar que chega ao mercado como uma plataforma de comunicação.

A aeronave pesa menos de 75 kg e tem capacidade de 5 kg para cargas, o que dificulta o transporte de qualquer tipo de material. Em contrapartida, consegue se manter no ar por longos períodos contínuos a mais de 21 km de altura; diversos sistemas de sensores remotos estão em testes para analisar possibilidades de monitoramento de tráfego marítimo e incêndios florestais.

Movido durante o dia pela luz do sol e durante a noite com baterias carregadas com energia solar, o modelo mais recente leva o nome de Zephyr S e está atualmente voando no Arizona, nos Estados Unidos. A Airbus pretende manter o Zephyr S nos céus por 30 dias ininterruptos para quebrar o próprio recorde atingido em 2010, quando o mesmo modelo permaneceu voando por 14 dias. Além disso, a empresa também sinaliza interesse em lançar projetos que permaneçam em voo por 120 dias, mas esse tipo de tecnologia ainda permanece em teste.

A Airbus também conta com a colaboração do Facebook, que há pouco tempo apresentou uma proposta semelhante ao Zephyr, chamado Aquila. Contudo, o projeto da empresa de Mark Zuckerberg foi cancelado em junho deste ano. Um dos objetivos dessa parceria é levar conexão à internet aos locais mais remotos e sem acesso atualmente.

Fonte: Canaltech