Santiago terá o primeiro metrô movido a energia solar.

Energia será fornecida diretamente por painéis no deserto do Atacama.

Metro_santiago

A cidade de Santiago, no Chile, será a primeira do mundo a ter um metrô que funcionará quase inteiramente com energia limpa. Segundo o Fast Company, a rede de metrô da capital chilena com 108 paradas e 103 Km de extensão, será alimentada por energia solar, o que é um pouco engraçado já que é um sistema subterrâneo. O segredo está nos painéis solares instalados no deserto do Atacama a 400 km da cidade. Com a medida, em um ano a cidade espera que 60% da energia usada no metrô seja dos painéis do Atacama e mais 18% de outras instalações solares menores, levando o metrô a ter 78% de energia limpa.

O segredo para a eficiência é que o metrô da cidade terá uma ligação direta com a instalação solar no deserto ao invés de ter que retirar o seu consumo da rede municipal de energia, gerando um aproveitamento muito mais alto. Se a experiência der certo, a ideia é obviamente expandir, tentando deixar o país rochoso cada vez menos dependente de termo-elétricas.

Fonte: maisGoiás