Tesla quer tornar a venda de painéis solares mais simples

Elon Musk, CEO da Tesla, pretende fazer com os painéis solares o que a Apple fez com os computadores: simplificar o processo de venda.

painel-solar-telhado-tesla
Tesla Motors comprou a maior empresa de instalação de painéis solares dos EUA.

Quando a Tesla Motors anunciou a compra da maior empresa de instalação de painéis solares dos EUA, a SolarCity Inc, por US$ 2,6 bilhões parecia que o CEO da montadora de carros elétricos, Elon Musk, estava fazendo um investimento de alto risco.

Embora isso esteja correto, muitos analistas apontam que nas entrelinhas da medida está uma grande ideia. Basta imaginar a dificuldade que é atualmente instalar um sistema de energia solar em uma casa.

Os proprietários têm de iniciar uma busca por tecnologias concorrentes e complexos sistemas de financiamento, sem ter nenhum grande nome do ramo a quem recorrer. Além disso, há a questão estética. Painéis solares alteram o visual de um dos maiores bens do ser humano: a casa. Esses problemas há anos vêm impedindo o setor de energia solar de deslanchar.

Musk quer mudar esse sistema complexo da mesma forma que a Apple inovou a venda de dispositivos eletrônicos. Tempos atrás, comprar um computador era um processo difícil que exigia um alto investimento. Os aparelhos eram complexos, sem muita diferença entre os modelos e os benefícios eram incertos. Parece familiar?

Com a inauguração das lojas da Apple, o ato de comprar dispositivos tecnológicos deixou de ser irritante e passou a ser divertido. Agora, os consumidores podem ir às lojas, ver e testar os produtos e tirar dúvidas com vendedores gentis que não impõem nenhuma pressão.

Inicialmente, os críticos das lojas da Apple afirmavam que elas eram um investimento limitado e incapaz de dar lucro. No entanto, elas rapidamente se tornaram uma referência. É exatamente isso que Musk planeja fazer ao investir em painéis solares.

Fonte: Opinião e Justiça