Tesla vai oferecer energia solar para uma ilha inteira na Oceania

Conforme esperado, a Tesla concluiu a compra da SolarCity, uma empresa focada em transformar a luz solar em energia limpa. O negócio custou nada menos que US$ 2,6 bilhões e foi anunciado com pompa pelo criador da companhia, Elon Musk.

E para comemorar a conclusão do negócio, a firma anunciou que vai experimentar a potencia dos paineis solares em uma ilha inteira em Samoa, país da América Central. Especificamente, Ta’u irá receber 5,328 paineis solares e 60 Tesla Powerpacks de bateria para armazenar a energia não utilizada de forma gratuita. O local, um destino paradisíaco, tem aproximadamente 600 moradores.

Tesla_Ilha_Solar
Atualmente, a ilha conta com energia elétrica oriunda de geradores que funcionam com Diesel. Ou seja, com a mudança de matriz energética, o território passará a ser ambientalmente limpo.
Tesla_Ilha_Solar_2
A nova geração de baterias da Tesla tem uma capacidade bem maior que a apresentada na primeira versão pela companhia norte-americana, lançada em maio. Os painsei são, na verdade, telhas com propriedades que garantem sua longa-duração.

Elon Musk, que sonha em faturar bilhões com o fornecimento de energia limpa em larga escala, automóveis que dirigem sozinhos, viagens espaciais para cidadãos comuns e rede de internet via satélites, aparece em um documentário dirigido por Leonardo DiCaprio e que foi disponibilizado de forma gratuita através do Twitter, YouTube e Facebook.

Before the Flood, que não está mais disponível de forma gratuita e pode ser visto agora através do Nation Geographic, mostra DiCaprio e Musk na fábrica da Tesla localizada em Nevada. Lá, o empreendedor fala revela planos de fornecer energia limpa para absolutamente o planeta inteiro através de suas empresas.

Fonte: Tudo Celular







Deixe uma resposta