Universidade Federal do Paraná inaugura a maior usina solar do Brasil construída em estacionamento

Usina vai permitir a economia de até R$ 1,5 milhão por ano em energia elétrica.

Usina vai permitir a economia de até R$ 1,5 milhão por ano em energia elétrica (Foto: Divulgação)

Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, inaugurou neste mês a maior usina solar fotovoltaica construída em estacionamento (carport) do Brasil. A expectativa é que ela permita uma economia de até R$ 1,5 milhão por ano em energia elétrica, o que representa 50% do consumo atual do Campus Politécnico e é suficiente para abastecer 722 residências.

Erguida em três meses, a instalação funciona como um estacionamento para carros onde o telhado é substituído por painéis solares que geram eletricidade.

O projeto faz parte do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), com participação da Universidade Federal do Paraná. A iniciativa busca promover projetos que fazem uso eficiente de energia elétrica. A usina contou com um investimento de R$ 5 milhões para ser construída.

Ela foi desenvolvida pela empresa Alexandria, que trabalha com projetos de usinas de energia solar. Alexandre Brandão, CEO da empresa, conta que a instalação de 10 mil metros quadrados foi construída em 90 dias, considerado um recorde para esse tipo de empreendimento. “Por ser a maior usina em carport do Brasil, o projeto envolveu uma série de complexidades”, afirma Brandão. “Havia o desafio de construir uma cobertura de estrutura consistente para manter a segurança dos carros e ao mesmo tempo gerar energia”, diz.

Alexandre explica que usinas solares fotovoltaicas em modelo carport levam, em média, oito meses para serem construídas. Por conta de um atraso na licitação, a nova usina da UFPR teve de ser desenvolvida em apenas 90 dias, sob o risco de ter a verba devolvida à ANEEL.

Segundo ele, a ideia é permitir que alunos e professores da universidade também utilizem a instalação para o desenvolvimento de estudos e pesquisas. “Eles poderão controlar a usina em laboratório e realizar análises sobre toda a energia gerada”, diz o CEO.

Técnica carport

Quase 3 mil módulos de placas solares cobrem 375 vagas no estacionamento (Foto: Divulgação/Grupo Alexandria)

O complexo solar da UFPR tem capacidade para gerar 1.299,715 MWh por ano, o que corresponde ao consumo médio de 722 residências. Além disso, a nova usina foi projetada para evitar a emissão de 96 toneladas de CO² na atmosfera, o equivalente à preservação de 4.372 árvores, de acordo com a empresa. Quase 3 mil módulos de placas solares cobrem 375 vagas no estacionamento.

“Basicamente, a inteligência deste tipo de construção está no uso de um sistema ‘dois por um’. Ou seja, fazemos o uso de um estacionamento coberto, mas, em vez de telhas, usamos os próprios módulos como cobertura. É quase como unir o útil ao agradável”, afirma Brandão. “Trata-se de uma tendência que permite otimizar tempo e recursos para a geração eficiente de energia.”

Fonte: Época