Votorantim inaugura complexo eólico Ventos do Piauí

Primeiro projeto de geração de energia eólica da Votorantim tem capacidade de 206 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade de 400 mil habitantes.

São Paulo — A Votorantim Energia inaugurou o complexo eólico Ventos do Piauí, localizado na divisa do Estado com Pernambuco, primeiro empreendimento na área de produção de energia eólica da história da Votorantim. Com investimentos de R$ 1,1 bilhão, o complexo é constituído por sete parques eólicos, incluindo 98 aerogeradores e capacidade instalada de 206 MW.

“A entrada em operação do Complexo Eólico Ventos do Piauí é um importante marco para a nossa história, pois representa o início de uma nova fase na trajetória da Votorantim, focada em projetos de energia limpa e renovável”, afirma Fabio Zanfelice, presidente da Votorantim Energia. O parque começou a ser construído em 2016.

Desde os anos 1950, a Votorantim investe na geração de energia para consumo de suas operações industriais, tendo desenvolvido uma expertise na construção e na gestão de usinas hidrelétricas. O portfólio atual da empresa inclui 32 hidrelétricas, com capacidade instalada de 2,6 GW. Nos últimos anos, a Votorantim Energia passou a atuar como comercializadora do excedente de energia no mercado livre e em leilões.

Essa nova expertise transformou a Votorantim Energia na segunda maior comercializadora do mercado brasileiro. Também permitiu o desenvolvimento do primeiro projeto de geração eólica, cuja energia será totalmente voltada para o mercado.

O Ventos do Piauí é um dos ativos que integram a joint venture entre a Votorantim e o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB), o maior fundo de pensão canadense, formada em dezembro último. O objetivo da joint venture é investir na geração de energia limpa e renovável no Brasil. A nova empresa já surge com mais um parque de energia eólica em operação, o Ventos do Araripe III, também na região Nordeste, adquirido da Casa dos Ventos. O plano da joint venture é investir de R$ 3 bilhões, tornando a área de energia um dos focos de investimento da Votorantim nos próximos anos.

Propriedades com aerogeradores — Para a definição dos locais onde seriam instalados os 98 aerogeradores do parque Ventos do Piauí, a Votorantim Energia utilizou critérios técnicos que consideraram a avaliação detalhada do vento local, estudo de posicionamento dos equipamentos e restrições ambientais. Foi definido também um modelo de cooperação com a comunidade que consiste no arrendamento ou indenização de propriedades, para instalação dos aerogeradores e toda a infraestrutura necessária para a produção de energia – incluindo a subestação.

Parques eólicos são uma solução limpa e de baixo impacto ambiental, geram renda para as populações e comunidades onde estão inseridos e requerem o mínimo de uso de terras sem comprometer a utilidade da área pelos seus proprietários. O proprietário da área recebe mensalmente um montante financeiro que é calculado com base no número de aerogeradores instalados em sua propriedade, e na quantidade de energia produzida. Os contratos de arrendamento das áreas possuem prazo de 49 anos, prorrogáveis por mais 22 anos.

Perfil — A Votorantim S.A é uma companhia de controle familiar que completará 100 anos em 2018 e atua como investidora de longo prazo em empresas dos setores de cimentos, mineração, energia, celulose, financeiro, entre outros. Suas empresas investidas operam em 23 países e empregam mais de 44 mil pessoas. Em 2016, a companhia registrou receita líquida de R$ 26,7 bilhões e Ebitda ajustado de R$ 4,3 bilhões. A Votorantim Energia é a segunda maior comercializadora de energia do Brasil e opera 23 usinas hidrelétricas, sete parques eólicos e participa de nove consórcios, com uma capacidade geradora total de 2,2 GW.

Fonte: Revista Fator Brasil