Usina Solar Experts-1 (em Curitibanos, SC)

Experts1-Loja
Experts-1 – Vista aérea do edifício da Experts Telecom com sua usina solar.

Este foi um projeto com restrições complicadas, mas com um pouco de habilidade e bastante planejamento, obtivemos resultados muito bons para o nosso cliente.

De fato, este cliente precisaria de uma usina com pelo menos 60 kWp para poder abater 100% do seu consumo. No entanto, isso demandaria uma readequação do “padrão de entrada” e exigiria a troca de toda a fiação de entrada, atualmente feita com cabos de 16mm² EPR, para 25mm², desde o poste na rua, até o novo padrão de entrada, e dali ao quadro de distribuição.

Além disso, um telhado adicional (no estacionamento dos fundos do edifício) teria que ser utilizado para acomodar cerca de 30% dos módulos fotovoltaicos de toda usina. Ao invés disso, optou-se por uma usina reduzida, de apenas 43,2 kWp de potência, com 108 módulos fotovoltaicos monocristalinos de 400Wp cada um (Módulos Jinko Cheetah JKM400M-72H), aproveitando-se ao máximo a área disponível do telhado principal.

Muck-Elevador
Muck erguendo um pallet com 35 módulos fotovoltaicos.

Como dissemos antes, esse projeto exigiu um planejamento cuidadoso, para permitir sua execução o mais rapidamente possível, sem riscos para o edifício do cliente, nem para as pessoas envolvidas no trabalho de instalação da usina, muito menos para as pessoas trabalhando no local em suas atividades normais.

Utilizamos um caminhão Muck para erguer 3 pallets de 35 módulos cada, (mais 3 módulos extras), e espalhamos esses módulos pelo telhado.

O mesmo Muck foi usado para erguer os trilhos e ganchos de aluminio da estrutura de suporte, além todo o ferramental utilizado para a instalação da usina.

Visao da instalacao dos trilhos
Experts-1 – Instalação dos trilhos e módulos fotovoltaicos.

Preparamos previamente as fieiras de cabos elétricos já entubados em mangueiras corrugadas de pvc, o que nos possibilitou rapidamente completar a fiação elétrica de toda usina.

Os trilhos de aluminio foram fixados diretamente sobre suportes cônicos aparafusados diretamente nos gomos superiores das telhas metálicas, com parafusos auto-brocantes.

O aterramento foi instalado nas pontas inferiores de cada trilho, conectando-os uns aos outros num único circuito rodeando toda a instalação.

Os módulos fotovoltaicos foram alinhados em modo paisagem em conjuntos de 5 de cada vez. A interconexão entre eles foi cuidadosamente planejada a fim de minimizar as perdas por possíveis sombreamentos, principalmente ao entardecer de cada dia.

Telhado-Experts
Experts-1 – Visão geral do telhado com todos os módulos instalados.

O resultado final ficou bem alinhavado e muito elegante, com os módulos cobrindo quase toda a área útil do telhado, e ainda o topo da caixa d’agua.

A fiação ficou quase toda escondida pelos módulos, mas sempre protegida por mangueiras corrugadas, principalmente nos pontos em que precisou ficar exposta.

A instalação deixou ainda um espaço razoável para circulação de pessoas que por quaisquer motivos precisem alcançar o telhado. O resultado final é uma estrutura sólida, robusta e funcional, com capacidade para suportar muitos anos de exposição às intempéries, além de garantir um excelente nível de geração de energia.

Local de Instalação dos Inversores
Experts-1 – Local de Instalação dos Inversores

Na outra ponta da fiação, instalamos dois inversores PHB trifásicos (modelo PHB20KN-DT), de 20 kW de potência cada, com 2 MPPTs e 4 fileiras de entrada por inversor, para um total de 40 kW de geração trifásica, dividos entre fileiras leste e oeste no telhado, com string-boxes de proteção e manobra, e caixas de proteção dos circuitos AC individualizadas por inversor. A existência de vários MPPTs nos permitiu localizar uma fileira inteira na água mais a oeste, próximo à platibanda, com seu MPPT dedicado, de modo a não interferir com as demais fileiras durante as horas finais do entardecer, que ainda podem conseguir elevados níveis de geração.

Padrão de Entrada
Experts-1 – Padrão de Entrada

Por último, mostramos que esta solução reduzida possibilitou a manutenção do padrão de entrada sem quaisquer modificações, o que certamente diminuiu sobremaneira os custos de todo o projeto.

A usina aqui apresentada deverá atender até 70% das necessidades atuais de consumo do nosso cliente, com o investimento todo  amortizado em pouco menos de 48 meses. O restante das necessidades de consumo do cliente que não podem ser abatidas por essa usina, serão atendidas, em futuro próximo, num outro projeto, muito provavelmente num outro endereço.

Esperamos que o tempo venha demonstrar que um bom planejamento e decisões de compromisso resultam em projetos bem executados e muito mais lucrativos para seus proprietários. Temos confiança de que o tempo estará a nosso favor, e de nosso cliente também.