Tag: Aneel

Matriz deve levar em conta a segurança energética, dizem representantes do governo

A necessidade de considerar a segurança energética foi um ponto de convergência entre os participantes da audiência pública

A exclusão das usinas termelétricas da matriz energética brasileira é meritória, mas qualquer decisão na contratação futura de energia deve levar em conta a segurança na produção e oferta. A avaliação foi feita nesta terça-feira (27) por representantes do governo em audiência pública sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) 154/2016, que prioriza a geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e prevê a exclusão, em leilões de energia nova, de usinas termelétricas que utilizem derivados de petróleo. (mais…)


Teles vão liderar a demanda por autogeração de energia elétrica

Vivo confirma para 2018 iniciativas de produção para consumo próprio; Oi planeja 22 usinas até 2021 e Claro espera encerrar este ano com 45 unidades em operação.

Menos convencional que outras fontes renováveis, biogás está nos planos de Oi e Claro para geração de energia para consumo próprio
FOTOS: DREAMSTIME

Empresas de telecomunicações como Vivo, Claro e Oi devem colaborar com um crescimento exponencial da produção de energia para consumo próprio (geração distribuída) nos próximos anos.

Cerca de 32,2 mil unidades consumidoras de energia (UCs) são atendidas via geração distribuída, conforme balanço da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Recém-anunciada, a contratação de duas fazendas de geração de energia solar pela Oi deve adicionar 3 mil UCs à lista ainda neste ano. “Queremos 22 fazendas de fontes mistas até 2021, no máximo 2022”, afirmou ao DCI o diretor de patrimônio e logística da Oi, Marco Antônio Vilela, sinalizando que o movimento deve se intensificar. A companhia está prospectando parceiros para as próximas 20 estruturas; Nordeste e Sudeste são os primeiros alvos. (mais…)


Absolar: Leilão de reserva deve contratar até 1,5 GW de energia solar

SÃO PAULO  –  O leilão de energia de reserva (LER) marcado para 19 de novembro deve contratar de 1 gigawatt (GW) a 1,5 GW de energia solar fotovoltaica, de acordo com as projeções da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Segundo Rodrigo Sauaia, presidente da associação, os investimentos envolvidos com essa energia contratada devem somar de R$ 4 bilhões a R$ 6 bilhões. O leilão vai negociar as fontes eólica e solar.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um preço máximo para a energia solar de R$ 320 por megawatt-hora (MWh), o que foi bem recebido no setor. De acordo com Sauaia, isso deve ajudar a atrair um volume importante de empreendedores para a disputa. (mais…)