Tag: energia eólica

Matriz deve levar em conta a segurança energética, dizem representantes do governo

A necessidade de considerar a segurança energética foi um ponto de convergência entre os participantes da audiência pública

A exclusão das usinas termelétricas da matriz energética brasileira é meritória, mas qualquer decisão na contratação futura de energia deve levar em conta a segurança na produção e oferta. A avaliação foi feita nesta terça-feira (27) por representantes do governo em audiência pública sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) 154/2016, que prioriza a geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis e prevê a exclusão, em leilões de energia nova, de usinas termelétricas que utilizem derivados de petróleo. (mais…)


Ampliação de energias renováveis requer planejamento e nova legislação, dizem especialistas

O aumento no uso de energias renováveis passa por uma mudança de mentalidade, com planejamento urbano, legislação atualizada e profissionais preparados. É a opinião dos especialistas do setor energético que participaram do debate promovido pela Comissão Senado do Futuro (CSF), nesta segunda-feira (12).

A discussão faz parte do ciclo de debates intitulado 2022: O Brasil que Queremos, que tem o objetivo de discutir medidas para o desenvolvimento social, tecnológico e econômico do país. (mais…)


Eólica Tecnologia prevê manter parceria com dinamarqueses

As companhias preveem investir R$ 500 mi para implementar 82 megawatts em usinas eólicas.

silhouette of wind turbine on sunset – Energia eólica: a European Energy afirma que os projetos arrematados no Brasil serão conduzidos pela Nordic Power Partners (Ssuaphoto/Thinkstock)

São Paulo – O grupo pernambucano Eólica Tecnologia, que na última semana venceu em parceria com a dinamarquesa European Energy um leilão para novos projetos de energia renovável no Brasil, prevê manter a associação com os europeus em licitações que o governo brasileiro promoverá em 2018, disse um executivo à Reuters.

As companhias preveem investir 500 milhões de reais para implementar os 82 megawatts em usinas eólicas com as quais venderam energia no leilão para entrega a partir de 2023, disse o presidente da desenvolvedora de projetos pernambucana, Everaldo Feitosa. (mais…)


Produção de energia eólica cresce 28% entre janeiro e outubro

Segundo a CCEE, a fonte eólica representou 7,3% de toda a energia gerada no período em todo o sistema.

silhouette of wind turbine on sunset | Energia eólica: usinas produziram 4.527 MW médios no período (Ssuaphoto/Thinkstock)

São Paulo – A produção de energia eólica do Brasil no Sistema Interligado Nacional (SIN) entre janeiro e outubro de 2017 cresceu 28 por cento na comparação com o igual período do ano passado, disse a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) nesta quinta-feira.

Usinas produziram 4.527 MW médios no período, ante 3.531 MW médios de janeiro a outubro de 2016.

Segundo a CCEE, a fonte eólica representou 7,3 por cento de toda a energia gerada no período em todo o sistema. (mais…)


Pernambuco mapeia potencial de energia eólica e solar

Atlas das energias renováveis vai ajudar na atração de investimentos.

Pernambuco tem 34 parques eólicos em operação | Foto: Heudes Regis/JC Imagem

O potencial de geração de energias renováveis está mapeado no Atlas Eólico e Solar de Pernambuco. Elaborado ao longo de 3 anos pela empresa pernambucana Aeroespacial, o trabalho de quase 200 páginas foi apresentado ontem pelo governador Paulo Câmara, durante evento no Palácio do Campo das Princesas. O levantamento aponta as áreas com maiores níveis de ventos e radiação solar, além de apontar o Estado como localização estratégica para a implantação de parques híbridos (que unem eólica e solar). O trabalho vai facilitar a atração de empresas interessadas em investir em energias renováveis no Estado. (mais…)


Piauí bate recorde em produção de energia eólica

O governador anunciou recorde atingido em um projeto da Casa dos Ventos, no município de Marcolândia.

Um dos empreendimentos da Casa dos Ventos, em Marcolândia (João Allbert)

Bons ventos impulsionam a produção de energia eólica no Piauí. Nessa segunda-feira (10), o governador Wellington Dias anunciou recorde atingido em um projeto da Casa dos Ventos, situado no município de Marcolândia, no sudeste do estado. No dia 7 de junho de 2017, o fator de capacidade líquido (FCL) do Piauí alcançou a marca de 83%, uma produtividade considerada espetacular, tendo em vista a média de outros estados, que gira em torno de 40%. É como se as torres chegassem próximo ao limite de capacidade.

“É um recorde que nos orgulha muito, porque vira um fator de aproveitamento. Alguém que implanta um gerador de energia eólica em determinada região do Brasil pode lá aproveitar até 45%. No Piauí, o dobro. Isso é extraordinário” comemorou o governador. (mais…)


BNDES aprova empréstimos de R$ 1 bi para 3 complexos de energia eólica

O empréstimo será usado para a construção dos parques eólicos Ventos da Bahia I, III, IX e XVIII, no município de Mulungu do Morro (BA)

O empreendimento também inclui o sistema de transmissão associado e terá potência instalada de 98,7 MW, todos destinados ao consumo da Vale, segundo o BNDES | Foto: Pixabay

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou, nesta segunda-feira (19), a aprovação de empréstimos que somam no total R$ 1,037 bilhão para três complexos de geração de energia eólica, dos grupos EDF, Enel e Aliança, sociedade da mineradora Vale com a Cemig.

A EDF EN do Brasil contratará empréstimo de R$ 486,4 milhões para a construção dos parques eólicos Ventos da Bahia I, III, IX e XVIII, no município de Mulungu do Morro (BA). O projeto inclui o respectivo sistema de transmissão. Com 53 aerogeradores, o empreendimento terá potência instalada de 116,6 MW, comercializada no Leilão de Energia de Reserva de novembro de 2015, informou o BNDES. (mais…)


BNDES aprova empréstimos para complexos de energia eólica

Os grupos EDF, Enel e Aliança, sociedade da mineradora Vale com a Cemig, receberão os recursos

Energia eólica: a EDF EN contratará o empréstimo para construir parques eólicos | (Ssuaphoto/Thinkstock)

Rio – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta segunda-feira, 19, a aprovação de empréstimos que somam no total R$ 1,037 bilhão para três complexos de geração de energia eólica, dos grupos EDF, Enel e Aliança, sociedade da mineradora Vale com a Cemig.

A EDF EN do Brasil contratará empréstimo de R$ 486,4 milhões para a construção dos parques eólicos Ventos da Bahia I, III, IX e XVIII, no município de Mulungu do Morro (BA). (mais…)


Energia eólica deve responder por 6,6% da matriz de oferta elétrica

No ano passado, a força gerada por ventos representou 5,4% da matriz

A energia eólica deve representar 6,6% da matriz de oferta elétrica este ano. No ano passado, a força gerada por ventos representou 5,4% da matriz. Os dados são do Boletim Mensal de Energia, do Ministério de Minas e Energia (MME).

De acordo com o documento, a demanda total de energia pode crescer entre 1,5 e 2,5% em 2017. Além disso, a produção industrial e o uso da energia sinalizaram pequena recuperação da economia em março. (mais…)


“Pipas” que geram energia passarão por testes na Escócia

“Pipa”: a empresa captou 5 milhões de libras (US$ 6,4 milhões) com as três gigantes do setor de energia (Kite Power Systems/Divulgação)

Londres – Pipas geradoras de energia financiadas por Royal Dutch Shell, Schlumberger e EON iniciarão testes no Reino Unido neste verão boreal com o objetivo de desenvolver uma tecnologia que possa substituir turbinas eólicas offshore.

A Kite Power Systems, conhecida como KPS, está trabalhando em um dispositivo de 17 metros que flutua em correntes de ar acima do solo e gera energia puxando um cabo.

A empresa captou 5 milhões de libras (US$ 6,4 milhões) com as três gigantes do setor de energia em dezembro passado. (mais…)


Fontes renováveis superam carvão em capacidade de energia

De acordo com a Agência Internacional de Energia, pela primeira vez a energia renovável superou o carvão em capacidade de energia.

usina_solar-cells
Em 2015, foram instalados diariamente cerca de 500 mil painéis solares.

Cerca de 500 mil painéis solares foram instalados diariamente em 2015 e essa marca estabeleceu um novo recorde para geração de energia: pela primeira vez, as fontes renováveis ultrapassaram o carvão como fontes com maior capacidade de energia instalada no mundo. Além disso, autoridades da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) afirmam que em países como a China, cerca de dois aerogeradores (como são chamados os sistemas de geração de energia eólica) foram ativados por hora, o que expõe um grande crescimento dessas fontes.

“Estamos testemunhando uma transformação dos mercados de energia global liderados pelas renováveis”, afirmou Fatih Birol, diretor executivo da IEA. Com isso, a agência já enxerga que o rápido crescimento das fontes de energia renovável tende a continuar. (mais…)


Alemanha bate recorde em geração de energia renovável

Parque_Eolico_Alemanha

Atualmente, cerca de 33% da energia elétrica consumida na Alemanha é proveniente de fontes renováveis, porém, este é apenas um começo: o país está se preparando para concluir sua transição energética até 2050, quando passará a produzir 100% da energia que necessita através de fontes renováveis.

(mais…)


A maior hélice de turbina eólica do mundo!

Empresas revelaram na Dinamarca a maior pá eólica do mundo, um colosso de 88,4 metros de altura.

Maior_Pa_Eolica_do_Mundo

No mundo da energia eólica, a experiência mostra que, em geral, quanto maior, melhor. Nos últimos 30 anos, as turbinas eólicas e suas hélices mais do que quadruplicaram de tamanho, passando a entregar mais energia limpa e renovável a custos menores. Com uma expansão que não dá sinal de trégua, a indústria eólica se supera novamente.

(mais…)


Solar e eólica vão ‘eclipsar’ hidrelétricas no Brasil.

A dependência brasileira na hidroeletricidade tem data para terminar.

Solar_e_Eolica
Investimentos: energia solar, eólica e biomassa vão atrair US$ 237 bilhões nos próximos 25 anos, prevê relatório.

São Paulo: Dentro de 25 anos, a presença das fontes eólica e solar na matriz energética nacional deve superar a das hidrelétricas. O prognóstico é do novo relatório New Energy Outlook 2016, produzido pela Bloomberg New Energy Finance (BNEF), que prevê uma significativa diversificação tecnológica nos próximos anos.

(mais…)


8 tendências que podem mudar o tabuleiro energético mundial.

Em 20 anos, as energias renováveis ultrapassarão fontes fósseis como o carvão e gás natural na geração global de energia.

Usina_Solar_electric_A
Bloomberg New Energy Finance: em 20 anos, renováveis ultrapassarão o carvão e gás natural na geração global.

São Paulo – Dentro de 20 anos, as energias renováveis ultrapassarão fontes fósseis como o carvão e gás natural na geração global de energia, pavimentando o caminho para uma nova era de geração mais limpa e de menor impacto ambiental.

(mais…)


Publicado decreto que isenta de ICMS a geração de energia limpa e renovável no RS.


DECRETO_ENERGIA

A partir do dia 01 de junho de 2016 entra em vigor o decreto de número 52.964, assinado pelo governador José Ivo Sartori, que beneficia os gaúchos com a isenção de impostos sobre a mini e microgeração de energias limpas e renováveis para consumo próprio no âmbito do Rio Grande do Sul. Com a medida, o governo do Estado pretende estimular o uso em maior escala da chamada energia fotovoltaica, aquela produzida através de placas solares.

O benefício contempla igualmente a produção por unidades eólicas e de biomassa, sempre que estiver interligada à rede de distribuição por meio de instalação na própria unidade consumidora. Na prática, não haverá mais a incidência da alíquota de 30% do ICMS sobre a energia excedente produzida em uma residência que tenha sido oferecida na própria rede de distribuição e utilizada nos horários de maior demanda. A iniciativa servirá de estímulo para que outros consumidores, como comércio e pequenas indústrias, possam implantar pequenas centrais de energia limpa.

(mais…)


Publicado decreto que isenta de ICMS a geração de energia limpa e renovável no RS.

DECRETO_ENERGIA

A partir do dia 01 de junho de 2016 entra em vigor o decreto de número 52.964, assinado pelo governador José Ivo Sartori, que beneficia os gaúchos com a isenção de impostos sobre a mini e microgeração de energias limpas e renováveis para consumo próprio no âmbito do Rio Grande do Sul. Com a medida, o governo do Estado pretende estimular o uso em maior escala da chamada energia fotovoltaica, aquela produzida através de placas solares.

O benefício contempla igualmente a produção por unidades eólicas e de biomassa, sempre que estiver interligada à rede de distribuição por meio de instalação na própria unidade consumidora. Na prática, não haverá mais a incidência da alíquota de 30% do ICMS sobre a energia excedente produzida em uma residência que tenha sido oferecida na própria rede de distribuição e utilizada nos horários de maior demanda. A iniciativa servirá de estímulo para que outros consumidores, como comércio e pequenas indústrias, possam implantar pequenas centrais de energia limpa.

(mais…)